câncer de próstata

O câncer de próstata é o câncer mais comum em homens no Brasil. Geralmente se desenvolve lentamente, por isso pode não haver sinais por muitos anos.

Sintomas de câncer de próstata


Os sintomas do câncer de próstata geralmente não aparecem até que a próstata seja grande o suficiente para afetar o tubo que transporta a urina da bexiga para fora do pênis (uretra).

Quando isso acontece, você pode perceber coisas como:

  • uma necessidade crescente de fazer xixi;
  • esforço além do normal ao fazer xixi;
  • uma sensação de que sua bexiga não esvaziou completamente;

Esses sintomas não devem ser ignorados, mas não significam necessariamente que você tenha câncer de próstata.

É mais provável que eles sejam causados ​​por outra coisa, como o aumento da próstata.

Novembro Azul – Campanha de Prevenção do Câncer de Próstata

O que é a próstata?

A próstata é uma pequena glândula na pelve, encontrada apenas em homens.

Do tamanho de uma tangerina, está localizada entre o pênis e a bexiga e circunda a uretra.

A principal função da próstata é produzir um líquido branco espesso que cria sêmen quando misturado com o espermatozóide produzido pelos testículos.

Por que o câncer de próstata acontece?

As causas do câncer de próstata são amplamente desconhecidas. Mas certas coisas podem aumentar o risco de desenvolver a doença.

As chances de desenvolver câncer de próstata aumentam à medida que você envelhece. A maioria dos casos se desenvolve em homens com 50 anos ou mais.

Veja também:  TEPT: O que você precisa saber

Por razões ainda não entendidas, o câncer de próstata é mais comum em homens de ascendência afro-caribenha ou africana e menos comum em homens asiáticos.

Homens cujo pai ou irmão foram afetados pelo câncer de próstata correm um risco ligeiramente maior.

Pesquisas recentes também sugerem que a obesidade aumenta o risco de câncer de próstata.

Testes para câncer de próstata

Não existe um teste único para o câncer de próstata.

Todos os testes usados ​​para ajudar a diagnosticar a condição têm benefícios e riscos que seu médico deve discutir com você.

Os testes mais usados ​​para o câncer de próstata são:

  • exames de sangue;
  • um exame físico da sua próstata (conhecido como exame retal digital ou DRE – o temido “toque”);
  • uma ressonância magnética;
  • uma biópsia;

Exame de PSA

O exame de sangue, chamado de antígeno prostático específico (PSA), mede o nível de PSA e pode ajudar a detectar o câncer de próstata precoce.

Homens com mais de 50 anos podem solicitar um teste de PSA em um clínico geral.

Aos homens rotineiramente não são oferecidos exames de PSA para rastrear o câncer de próstata, pois os resultados podem não ser confiáveis.

Veja também:  A Hidroxicloroquina pode tratar COVID-19?

Isso ocorre porque o exame de sangue do PSA não é específico para o câncer de próstata.

Seu nível de PSA também pode ser aumentado por outras condições não cancerígenas.

Níveis elevados de PSA também não podem dizer ao médico se um homem tem câncer de próstata com risco de vida ou não.

Se você tiver um nível elevado de PSA, poderá fazer uma ressonância magnética da próstata para ajudar os médicos a decidir se você precisa de mais exames e tratamento.

Tratamento do câncer de próstata

Para muitos homens com câncer de próstata, o tratamento não é imediatamente necessário.

Se o câncer estiver em um estágio inicial e não causar sintomas, seu médico poderá sugerir “espera vigilante” ou “vigilância ativa”.

A melhor opção depende da sua idade e saúde geral. Ambas as opções envolvem o monitoramento cuidadoso de sua condição.

Alguns casos de câncer de próstata podem ser curados se tratados nos estágios iniciais.

Os tratamentos incluem:

  • remover cirurgicamente a próstata;
  • radioterapia – por conta própria ou paralelamente à terapia hormonal.

Alguns casos são diagnosticados apenas numa fase posterior, quando o câncer se espalhou.

Se o câncer se espalhar para outras partes do corpo e não puder ser curado, o tratamento será focado em prolongar a vida e aliviar os sintomas.

Veja também:  Câncer nos ossos

Todas as opções de tratamento correm o risco de efeitos colaterais significativos, incluindo disfunção erétil e sintomas urinários, como a necessidade de usar o banheiro com mais urgência ou mais frequência.

Por esse motivo, alguns homens optam por adiar o tratamento até que haja um risco de o câncer se espalhar.

Tratamentos mais recentes, como ultrassom focado de alta intensidade (HIFU) e crioterapia, visam reduzir esses efeitos colaterais.

Alguns hospitais podem oferecê-los como uma alternativa à cirurgia, radioterapia ou terapia hormonal.

Mas a eficácia a longo prazo desses tratamentos ainda não é conhecida.

Convivendo com o câncer de próstata

Como o câncer de próstata geralmente progride muito lentamente, você pode viver décadas sem sintomas ou necessitando de tratamento.

No entanto, isso pode afetar sua vida. Além dos possíveis efeitos colaterais do tratamento, um diagnóstico de câncer de próstata pode fazer com que você se sinta ansioso ou deprimido.

Pode ser benéfico conversar sobre a doença com sua família, amigos, um médico de família e outros homens com câncer de próstata.

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.